Entre os dias 15 de Julho e 29 de Agosto de 2010, a equipa da ADDHU, composta pela presidente da associação, Laura Vasconcellos, e pela coordenadora do Projecto Quénia, Carolina Vasconcellos, deslocou-se mais uma vez ao Quénia onde, para além da tão esperada visita às crianças do Centro de Acolhimento - Wanalea Children’s Home, foram também realizadas diversas acções nos bairros de lata de Nairobi, nomeadamente o bairro de Kitui Ndogo.

Com a ajuda dos voluntários que partiram este ano em missão para o Quénia, e a quem gostaríamos desde já de agradecer, fizemos importantes obras de renovação no Centro que permitiram melhorar consideravelmente as condições do orfanato. Instalámos um tanque de água com capacidade para armazenar 2,000 litros de água para que esta nunca volte a faltar às nossas crianças; renovámos a casa de banho dos rapazes; reconstruímos as latrinas exteriores e construímos uma nova casa de banho para as meninas mais velhas no interior da casa; pintámos as paredes interiores com cores quentes e alegres, bem como algumas partes do exterior da casa (obrigada ao Gonçalo e à Susana que foram incansáveis nas pinturas!); arranjámos o chão da sala de modo a que as crianças possam brincar à vontade e sem perigo de tropeçar em buracos, fizemos algumas obras na cozinha, plantámos flores para tornar o Centro mais agradável e bonito, entre outras pequenas renovações.

Com os fundos angariados pelos alunos da Escola Secundária de Rio Maior, comprámos as quatro camas que faltavam para que todas as crianças tenham a sua própria cama. Agora, cada criança tem uma caminha só para si, com almofada, lençóis e cobertores. Estavam muito felizes e satisfeitas!

Graças à madrinha Sara e aos seus amigos, foi também possível equipar todas as camas do Centro com as redes mosquiteiras tratadas com insecticida (ITN - Insecticide Treated Mosquito Net), recomendadas pela Organização Mundial de Saúde para combater a Malária. Esta doença continua a ser uma das principais causas de mortalidade infantil no Quénia. Agora, as nossas crianças podem dormir descansadas e protegidas desta terrível doença. Obrigada a todos os que contribuíram para as redes, e em especial para a madrinha Sara! Bem-hajam!

Durante o tempo que passámos com as crianças do Centro, foi com muita alegria (e alguma emoção!) que constatámos que todas sem excepção se encontram bem e saudáveis, e sobretudo muito felizes! Os resultados escolares foram bons, e algumas crianças têm mesmo vindo a revelar-se alunas excepcionais, muitos curiosas e sempre com muita vontade de aprender e de saber mais. No dia 28 de Julho, começaram as férias escolares e organizámos várias actividades, em conjunto com os voluntários que se encontravam no Centro. Entre trabalhos manuais, desenhos e pinturas, jardinagem e desporto, sessões de educação cívica e de cinema, os dias eram passados com muita alegria e animação.

A voluntária Ana Sofia Daniel, a quem agradecemos pela sua generosidade e dedicação a esta causa, convidou todas as crianças para almoçar num restaurante e desfrutar de uma tarde diferente, passada em família! Foi também organizado um churrasco em que não faltaram os clássicos hambúrgueres no pão com batatas fritas, e muito ketchup e Coca-Cola à mistura! A nossa coordenadora de projecto, Carolina Vasconcellos, festejou o seu aniversário no Centro organizando uma grande festa para todas as crianças. As emoções estavam ao rubro e a alegria das crianças era verdadeiramente contagiante: comeram, dançaram, cantaram e brincaram a tarde toda! “A felicidade deles foi a melhor prenda de aniversário que já alguma vez recebi”, disse a Carolina, que estava bastante emocionada...

Aproveitamos também para agradecer às voluntárias Margarida Venâncio, Susana Barbas, Eunice Gaspar, Elisabete Gomes e Rita Alves, pelo seu precioso contributo e espírito de missão, e sobretudo pelo amor e carinho que deram às nossas crianças enquanto estiveram em missão no Quénia. Gostaríamos de agradecer especialmente à Rita Alves, por ter levado as nossas crianças a fazer um pequeno safari em Naivasha, dando-lhes a oportunidade de verem a beleza e a riqueza natural do seu país, e à Elisabete pela horta que plantou no Centro com as crianças!

Mais uma vez pudemos contar com o apoio da Centrum, através da doação de embalagens de Centrum Júnior, para realizar o importante reforço vitamínico anual às crianças do orfanato, permitindo-nos assim colmatar as carências alimentares a que as crianças estiveram sujeitas antes de serem resgatadas pela ADDHU.

É com muito orgulho, e muita alegria, que vos informamos que no dia 6 de Setembro, mais de metade das crianças começaram a frequentar uma escola privada fora do Centro, dando assim início a uma nova, e importante, etapa das suas vidas. E porquê uma escola privada? Porque no Quénia não existe um sistema público de ensino, por as escolas ditas “públicas”, que são geridas pelo governo, quando têm carteiras e cadeiras, pois nem sempre isso acontece, também cobra uma propina, embora pequena, e têm em média 1 professor para 70/80 alunos (quando estes não faltam). As latrinas são comuns e há casos de violações. O ambiente não prima pelo ensino de valores , de Educação. Pensamos que todo o trabalho que fazemos com estas crianças no Centro pode ser posto em causa se não o acompanharmos de uma boa Educação, e não somente educação. Até agora, as crianças têm tido escola no Centro, mas depois de falarmos com psicólogos e com a nossa assistente social, pensamos que não faz sentido as crianças viverem no mesmo sitio onde têm a escola, pois como se prepararão para a vida no mundo exterior? Como se sociabilizarão se não têm contacto com outras crianças, se não fazem amigos fora do Centro?

O nosso objectivo é dar o melhor a estes meninos de modo a que possam crescer e ter valores, e não apenas saúde e educação, e serem adultos válidos e conscientes capazes de contribuírem para a construção de uma sociedade melhor e mais justa.

Contamos inscrever as restantes crianças até Janeiro de 2011, altura em que começa o novo ano lectivo no Quénia. Este passo reveste-se de uma extrema importância para a ADDHU, na sua missão de proporcionar a estas crianças as ferramentas necessárias para que um dia possam ser agentes de mudança no seu pais, promovendo o seu desenvolvimento sustentável. Acreditamos que apenas com uma educação sólida, completa e de qualidade se pode atingir este objectivo.

Se quiser apoiar a escolarização de uma das crianças do nosso orfanato (ainda precisamos de arranjar apoios para as restantes crianças que ainda não conseguimos inscrever), pode contactar-nos para o seguinte email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; ou ainda para o seguinte número de telefone: 962 904 738.

Gostaríamos também de vos informar que, passados dois anos de burocracias e atrasos, o Governo do Quénia reconheceu oficialmente o nosso orfanato como Charitable Children’s Institution (CCI), devido aos standards elevados que temos vindo a estabelecer e implementar.

Mais uma vez, visitamos o bairro de lata de Kitui Ndogo, onde estivemos com as 7 crianças apoiadas pela ADDHU ao abrigo do programa de apadrinhamento Wanalea. Encontram-se bem alimentadas e saudáveis, e os resultados escolares têm vindo a melhorar. Tivemos a também a oportunidade de conversar com as famílias das crianças que fizeram questão de nos agradecer e de nos mostrar a diferença que tínhamos feito nas suas vidas. De facto, é notável a melhoria nas condições de vida destas 7 crianças apoiadas pela ADDHU. Também distribuímos leite a cerca de 30 crianças da Kitui Village Nursery School, escola gerida pelos nossos parceiros locais da Foundation for Orphaned Children.

Existem muitas outras crianças neste bairro de lata que necessitam de apoio. Também no nosso orfanato ainda precisamos de padrinhos para podermos prosseguir com a escolarização das crianças, e assegurar as condições de sustentabilidade necessárias, proporcionando o melhor possível às 25 crianças que se encontram agora sob a nossa responsabilidade, e com as quais assumimos um compromisso para a vida… Para saber mais informações sobre como ajudar, ou sobre o programa de apadrinhamento Wanalea, pode enviar um email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou ligar para o seguinte número: 962 904 738.

 

Com a ajuda de todos - padrinhos, voluntários e apoiantes - conseguimos dar muito mais do que comida, abrigo, educação ou saúde a estas crianças, conseguimos dar-lhes uma família, amor e carinho, esperança e SONHOS! Obrigada por nos ajudarem a tornar tudo isto possível!

Com a vosso apoio, já salvámos mais de 25 vidas. Contamos com a vossa colaboração para podermos salvar muitas mais!

Muito Obrigada! Asante Sana!

  • Missão Quénia - Agosto de 2010Missão Quénia - Agosto de 2010